Começar um negócio: 5 cuidados que você precisa ao iniciar

Começar um negócio: 5 cuidados que você precisa ao iniciar

O Brasil abriu mais de 2,5 milhões de empresas só em 2018. Todavia, mais de 80% desse índice são de microempreendedores individuais (MEIs). O sonho de começar um negócio faz com que muitas pessoas pulem algumas etapas na hora de planejar a empresa.

Com isso, muitos empresários passam por problemas ao longo do processo. Os riscos são tão significativos que um estudo do Sebrae identificou que de cada 4 empresas abertas, 1 fecha antes de chegar a 2 anos de existência.

Como evitar que isso aconteça? Conheça os principais cuidados ao começar um negócio! 

1.Plano para começar um negócio

Criar um plano é a primeira etapa antes de abrir qualquer empresa. Para tanto, você deve fazer um estudo de mercado, avaliar as potencialidades do negócio e traçar metas realistas. 

Lembre-se de que o papel aceita tudo, mas na prática as situações ocorrem de maneira diferente. Portanto, verifique se a sua situação financeira comporta o seu projeto, estude os seus concorrentes e pesquise muito antes de escolher um ponto comercial.

2.Multas de aluguel

Geralmente, os contratos de aluguel exigem um tempo mínimo de permanência no espaço, com aplicações de multas nos casos de saídas antecipadas. Por esse motivo, você deve avaliar bem o ambiente antes de assinar o contrato de locação, fazer uma perspectiva do seu faturamento ao longo do ano e verificar se tem capital de giro suficiente para pagar as parcelas do aluguel.

Muitas salas comerciais em Shoppings Centers, por exemplo, determinam uma multa de até 15 vezes o valor do aluguel em saídas antecipadas. Nesses casos, o ideal é buscar um auxílio jurídico para negociar melhor o contrato e deixá-lo adequado para ambas as partes.

3. Cuidado com a tributação da nova empresa

O sistema tributário brasileiro é complexo e tem três regimes de tributação: Simples Nacional, Lucro Presumido e Lucro Real. Qual deles é o mais indicado escolher ao começar um negócio?

Geralmente, as empresas iniciam as atividades no Simples Nacional, pois o faturamento costuma ser menor. Todavia, tudo depende de qual ‘é a área de atuação da sua empresa e das perspectivas de crescimento para o ano. Na dúvida, procure o auxílio de um escritório de contabilidade para auxiliá-lo na melhor escolha para evitar o excessivo pagamento de tributos.

4.Capital de giro

Outra característica que muitos empresários se esquecem de avaliar na hora de começar um negócio é o capital de giro necessário para as atividades. Você precisa considerar os custos envolvidos com as taxas de abertura da empresa, como alvarás e licenças, compra de materiais, pagamento de salários dos funcionários, aluguel e tudo que é necessário para fazer a organização funcionar.

Muitas vezes, os primeiros meses de atividade não geram o retorno necessário para arcar com todas as despesas da empresa. Por isso, você precisa ter um capital de giro para arcar com os custos até o negócio começar a dar lucro.

5.Contratos

Antes de começar um negócio procure o auxílio de um advogado para criar o contrato social. O documento contém todas as informações necessárias para organizar o funcionamento da empresa, informar os valores investidos pelos sócios e delimitar a participação de cada membro. Isso evita desentendimentos no futuro e também regulamenta como será a divisão de lucros.

O Escritório de Advocacia Sander & Cella – Direito Empresarial, tem uma equipe de advogados especializados em Direito Empresarial e Direito Societário. Conte com o auxílio da nossa equipe para a análise da viabilidade de abrir o seu negócio e para o auxílio na elaboração do contrato societário.

 

Compartilhe nas redes sociais

Morgana MNG Comunicação

Proprietária da MnG Comunicação e Marketing, empresa parceira de pequenas e médias organizações que precisam de auxílio com marketing digital.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *